Queda de Cabelo Causas.

A causa mais comum de perda de cabelos são de natureza genética.
Queda de Cabelo Causas.

Cerca de 50% das crianças com pais que experimentam perda de cabelo se tornam calvos. Nessas calvícies de causa androgenética, o folículo piloso apresenta uma grande sensibilidade ao hormônio masculino Di-hidrotestosterona (DHT) . Este hormônio é produto da transformação metabólica do também Hormônio Testosterona, pela ação da enzima 5 Alpha-Reductase. O DHT faz com que o folículo piloso se degrade, encurtando a fase ativa do mesmo. Este involui, tornando-se cada vez mais fino e fraco. Outro fator que ocasiona a perda de cabelo é a presença de sebo no couro cabeludo. O excesso de oleosidade é uma das causas de perda de cabelos.

 

Antigamente não se sabia ao certo a causa da queda de cabelo e também não se conhecia a cura. Hoje em dia, com o avanço da ciência, existem soluções para interromper a evolução da calvície, amenizando-a, e até mesmo revertendo-a, nos casos mais avançados. A calvície pode ser resultado de vários fatores como hereditariedade, sensibilidade à testosterona, excesso de oleosidade e estresse. Quando o processo está no começo há meios de freá-lo e até mesmo revertê-lo. Porém nem sempre as causas da queda de cabelo estão associadas a calvície, abaixo vamos ver as 24 causas mais comuns que fazem você perder o cabelo.

 

Queda de Cabelo e suas Causas:

 

1. Estresse Físico.
Qualquer tipo de trauma, um acidente de carro ou uma doença grave, até mesmo a gripe pode causar queda de cabelo temporária. O cabelo tem um ciclo de vida: a fase de crescimento, fase de repouso e a fase de derramamento. Quando você tem um evento muito estressante, isso pode chocar o ciclo de cabelo, “empurrando” mais cabelo para a fase de derramamento.A perda de cabelo, muitas vezes torna-se perceptível  de três a seis meses após o trauma.

 

2. Gravidez.
A gravidez é um exemplo de tipo de estresse físico que pode causar perda de cabelo. Perda de cabelo relacionados com a gravidez são mais comuns após o parto. “a gestação é bastante traumática para mulher”, diz Dr. Gláucia Moraes.

 

3. Excesso de Vitamina A.
Acredite o excesso de vitaminas também pode fazer mal, a vitamina A em excesso provoca queda de cabelo. A dose diária recomendada é de 5000 microgramas/dia.

 

4. Falta de Proteínas.
Uma dieta com pouca proteína também pode fazer você perder o cabelo. Por isso, muitas pessoas costumam perder cabelo durante algumas dietas. Normalmente os cabelos começam a cair após uns 2 a 5 meses de baixa do nível proteico no organismo.

 

5. Queda de Cabelo Masculino (Clássica).
Cerca de dois a cada três homens possuem experiência com queda de cabelo após os 50 anos e na maioria das vezes é devido a calvície masculina. Esse tipo de perda de cabelo, causada por uma combinação de genes e hormônios sexuais masculinos, geralmente segue um padrão clássico em que o cabelo nas têmporas recua, deixando uma linha fina em forma de M.

 

6. Genética.
Sim, ela existe! Avós, pais e filhos carecas não são mera coincidência. Os fatores genéticos pesam na herança e também nos fios. Mas não se pode ter a certeza de que se seu pai é careca, você também será.

 

7. Desequilíbrio Hormonal e A Queda de Cabelo Feminino.
Nas mulheres existem vários períodos da vida em que podem ocorrer desequilíbrios hormonais. que consequentemente podem provocar a queda de cabelo. Já falei antes sobre a gravidez, que além de ser um estresse em grande parte das vezes também pode apresentar variação hormonal. E também existe ainda o período da menopausa. O que ocorre fisiologicamente é que os fios tendem a ficam mais finos, enfraquecerem e caírem.

 

8. O Estresse Emocional.
Falamos antes do estresse físico, que pode ser ocasionado por algum trauma físico, mas também existe o estresse emociona, que a princípio é mais difícil de provocar a queda de cabelo do que o estresse físico. Situações de muita tensão, estresse prolongado no trabalho, um divórcio, enfim são situações em que podem ocorrer queda de cabelo.

 

9. Anemia.
Quase uma a cada 10 mulheres com idade entre 20 a 49 anos sofrem de anemia devido a uma deficiência de ferro (o tipo mais comum de anemia), que é uma causa facilmente solucionável de perda de cabelo. Faça um exame de sangue para determinar com certeza se você tem esse tipo de anemia.

 

10. Hipotireoidismo.
O hipotireoidismo é o termo médico que designa uma hipoatividade da tireoide. Esta pequena glândula localizada no pescoço produz hormônios que são essenciais para o metabolismo, bem como o crescimento e desenvolvimento e, quando ele não está bombeando hormônios suficientes, pode contribuir para a queda de cabelo.

 

11. Deficiência de Vitamina B.
Embora seja uma situação mais difícil de acontecer, pouca vitamina B no organismo pode provocar a queda de cabelo”.

 

12. Lúpus.
Doenças como lúpus também podem causar a queda de cabelo.

 

13. Perda de Peso Dramática.
Uma perda de peso muito rápida é uma forma de trauma físico que pode resultar em queda de cabelo, isso pode acontecer mesmo se a perda de peso é , em última análise boa para você. É possível que a ânsia por perder peso faça com que você não coma direito, o que pode resultar em deficiências de vitaminas ou minerais ao corpo. A perda de cabelo, juntamente com a perda de peso muito agressiva, podem também ser um sinal de distúrbio alimentar tais como anorexia ou bulimia.

 

14. Quimioterapia.
Alguns dos medicamentos usados para combater o câncer, infelizmente, também podem fazer com que o cabelo caia. “A quimioterapia é como uma bomba nuclear”. Destrói as células malignas e também as benignas.

 

15. Antidepressivos, Diluentes de Sangue e Outros.
Certas outras classes de medicamentos podem também promover a perda de cabelo. Entre o mais comum estão certo diluentes de sangue e as drogas de pressão arterial conhecidas como beta bloqueadores. Outros medicamentos que podem causar queda de cabelo incluem metotrexato (usado para tratar doenças reumáticas e algumas doenças da pele), lítio (para transtorno bipolar), medicamentos anti inflamatórios não esteroides (AINEs), incluindo o ibuprofeno, e possivelmente antidepressivos.

 

16. Dreadlocks.
Esse tipo de cabelo, que principalmente os seguidores do Bob Marley usam. podem causas queda de cabelo. Já que prejudica a limpeza e oxigenação do couro cabeludo.

 

17. Idade.
Não é raro ver a perda ou enfraquecimento de cabelo em homens e mulheres que entram nos seus 50 e 60 anos. No entanto, especialistas não tem certeza de fatores que levam isso acontecer.

 

18. Os Esteroides Anabolizantes.
Se você toma esteroide anabolizantes, dentre os diversos efeitos colaterais, a queda  de cabelos também é um sintoma comum.

 

19. Tricotilomania.
Tricotilomania, classificado como um “transtorno do controle dos impulsos”, leva as pessoas compulsivamente a puxarem seu próprio cabelo. É como uma espécie de tique, a pessoa está constantemente jogando e puxando o seus cabelos. Infelizmente essa prática constante pode tirar a proteção natural da cabeça: cabelo. Tricotilomania muitas vezes começa antes dos 17 anos e é quatro vezes mais comum em mulheres do que em homens.

 

20. Síndrome dos Ovários Policísticos.
Síndrome dos ovários policísticos (SOP) é outro desequilíbrio nos hormônios sexuais masculinos e femininos. Um excesso de andrógenos pode levar a cistos ovarianos, ganho de peso, um maior risco de diabetes, alterações no seu período menstrual, infertilidade, assim como a queda de cabelo. Porque hormônios masculinos estão super representados na SOP, as mulheres também podem experimentar mais pelos no rosto e no corpo.

 

21. Infecções e Febre Alta.
A diminuição da imunidade e elevadas temperaturas determinam a queda nos cabelos, mas é reversível. Depois de 2 a 3 meses pode ocorrer em uma grande quantidade, mas também em pouco tempo poderá solucionar por si mesmo. Persistindo, o parecer do especialista é fundamental.

 

22. Alopecia Areata.
Também chamada de “pelada”, ocorre com uma perda de cabelos localizada, em placas arredondadas, única ou múltiplas. Raramente ela resulta em completa perda dos cabelos. Quando isso ocorre passa a se chamar Alopecia Universalis. Pode afetar adultos e crianças e outras áreas que não seja o couro cabeludo. A causa é desconhecida. Apesar de em alguns casos, os cabelos nascerem sem tratamento, recomendamos que procure um dermatologista assim que perceba a falha nos cabelos.

 

23. Infecções por Fungos
As micoses começam com pequenas placas descamativas que podem se espalhar no couro cabeludo. Os cabelos quebram próximos à raiz e a pele fica com aspecto inflamado. A micose é contagiosa e mais comum em crianças. Medicações orais e locais curam totalmente.

 

24. Produtos Impróprios para o Cabelo.
Muitas mulheres e homens usam tratamentos químicos para clarear, tingir, alongar, alisar, enrolar ou encrespar os cabelos. Esses tratamentos não costumam danificar os cabelos quando usados corretamente. A intensidade e frequência no uso desses produtos determinam o dano. Nesse caso, a suspensão temporária dos produtos é necessária. Escovação, secadores, luzes e shampoos em excesso também podem danificar os cabelos.
A mudança de hábitos é obrigatória para recuperar os danos.

 

Clique Aqui e Veja o Novo Tratamento Natural Para Queda de Cabelo!